Mostra Curt’Arruda 2020



O QUADRO – Mert Sata, Berk Sata, 2020, Turquia, fic, 7’ | 16 de outubro, sex, 14h30

Num museu de arte moderna, um quadro é pendurado erradamente na parede por uma funcionária do museu. Ao fim do dia, essa mesma funcionária repara no erro e corrige-o. No entanto, todos os que visitaram a exposição durante o dia, determinaram o seu valor artístico, mesmo apesar do quadro estar virado ao contrário.

18 – Rui Esperança, Portugal, 2019, doc, 23’ | 16 de outubro, sex, 14h30

Maria e Rafa são duas amigas que cresceram numa cidade pequena de onde toda a gente parte aos 18 anos em direcção a outro sítio. Com a véspera de exames e candidaturas da universidade a chegar, elas terão de encarar a possibilidade de esse “sítio” ser o mesmo para ambas, ou se irá cada uma seguir o seu caminho.

MEDVEDEK – Ainhoa Gutierrez del Pozo, Espanha, 2019, doc, 13’ | 16 de outubro, sex, 14h30

A chegada de dois ursos eslovenos aos Pirinéus de Navarra altera o seu balanço. O urso tem sido um habitante dos Pirinéus durante milhões de anos. No entanto, o seu desaparecimento levou a uma transformação na área. A presença destes novos habitantes traz conflitos antigos à flor da pele.

24 MEMÓRIAS POR SEGUNDO – Carlos Miranda, Portugal, 2018, doc, 21′ | 16 de outubro, sex, 14h30

Uma relação homem-máquina que preserva as imagens em movimento. Artefactos e fotogramas que revelam quem fomos, como pensámos e o que sentimos. Um trabalho frágil e apaixonado no Arquivo Nacional das Imagens em Movimento (ANIM).

UM PORTO POR UM DIA – Paul Marques Duarte, França, 2019, fic, 25’| 16 de outubro, sex, 16h30

Quando Adèle, uma professora de inglês, deixa espontaneamente um migrante de quinze anos, embarcar clandestinamente num ferry para a Inglaterra com a sua turma, está longe de perceber o seu gesto e as consequências nesta travessia nocturna.

1 DE NOVEMBRO – Charlie Manton, UK, 2019, fic, 24’ | 16 de outubro, sex, 16h30

A viajar para testemunhar a execução do assassino do seu filho, uma mãe sente-se dividida entre a retaliação e reconexão com a filha de quem se afastou.

BOA NOITE – Anthony Nti, Bélgica, 2019, fic, 20’ | 16 de outubro, sex, 16h30

Num dia solarengo no Ghana, um estrangeiro aproxima-se de duas crianças e leva-as numa viagem inesperada. Os três dão-se tão bem que “Bogah”, o estrangeiro, começa a questionar as suas intenções iniciais…

NESTOR – João Gonzalez, Portugal, Reino Unido, 2019, ani, 6’ | 16 de outubro, sex, 18h30

Nestor, um homem com vários comportamentos obsessivo-compulsivos, vive num barco-casa instável que nunca para de oscilar.

JARDINS COMUNITÁRIOS – Vytautas Katkus, Lituânia, 2019, fic, 15’ | 16 de outubro, sex, 18h30

A masculinidade patriarcal parece apanhar o seu último fôlego de sol. Uma história sobre uma relação fria entre pai e filho. A ligação, atormentada pela indiferença, desintegra-se completamente.

QUINTA-FEIRA DE COMADRES – Noemi Chantada, Espanha, 2020, fic, 18’ | 16 de outubro, sex, 18h30

O seu mundo já era como um formigueiro vazio, um enxame seco para o qual um grilo se vem esgueirar.

LA TIERRA DE L PASSADO – Rui Falcão, Portugal, 2019, fic, 19’ | 16 de outubro, sex, 18h30

Numa terra encostada a uma esquina de Portugal, a língua que simboliza o seu passado caminha para a morte, de mãos dadas com o isolamento e o envelhecimento da sua gente. Como único professor de mirandês, Afonso procura passar essa herança enfraquecida para uma nova geração. Quando ele próprio recebe uma proposta para partir, a indecisão em abandonar a sua avó na hora mais frágil torna-se um reflexo do peso que a sua escolha poderá ter sobre o futuro da língua.

MASSACRE – Ako Zandkarimi e Saman Hosseinpuor, Irão, 2019, fic, 13’ | 17 de outubro, sáb, 14h30

Ghasem é forçado a vender a sua vaca para passar o inverno difícil na sua aldeia, mas o seu filho deixa a vaca fugir.

GÜMÜŞ – Deniz Telek, Turquia, 2018, fic, 15’ | 17 de outubro, sáb, 14h30

Depois da morte do seu pai, Ali visita a sua terra natal para levar consigo a sua mãe para a cidade onde vive. Consegue convencê-la, mas com uma única condição: tem que encontrar um lugar para deixar o cão que herdou do seu pai. Encontrará esse lugar?

AVE RARA – Vasco Saltão, Portugal, 2019, fic, 30’| 17 de outubro, sáb, 14h30

Dizem que mataste um Anjo.

Dizem?

Sim.

Não é um Anjo.

Não?

Não. É uma Ave Rara, como tu e eu.

NIMIC – Yorgos Lanthimos, Alemanha, Estado Unidos da América, Reino Unido, 2019, fic, 11’| 17 de outubro, sáb, 16h30

Um violoncelista profissional tem um encontro estranho no metro que tem inesperadas e vastas ramificações na sua vida.

CENAS DE UMA VIDA AMOROSA – Miguel Afonso, Portugal, 2019, fic, 13’ | 17 de outubro, sáb, 16h30

Uma história de amor sem história – CENAS DE UMA VIDA AMOROSA é uma colecção de episódios da vida intima e quotidiana de um jovem casal. Uma observação dos contrastes e variações de uma tentativa de amor.

RAPOSA – Leonor Noivo, Portugal, 2019, doc, fic, 40’ | 17 de outubro, sáb, 16h30

Astuta e esguia, acossada e em fuga, Raposa é uma metáfora de uma obsessão sem fim por cada respiração, cada gesto, cada pensamento. Marta procura, no vazio do seu corpo, o caminho para uma qualquer essência de si, numa busca abstracta de um espírito livre que pode acabar na sua própria clausura.

UM SEGUNDO – Sebastian Doringer, Áustria, 2020, ani, 6’ | 18 de outubro, dom, 14h30

“Um segundo” tem lugar num mundo onde a vida é simbolizada com um pictograma em forma de coração que aparece por cima da cabeça das pessoas.

Vários pacientes esperam num consultório médico para ouvir os resultados de quanto tempo lhes resta de vida. Na maioria dos casos, o tempo atribuído não é tão longo quanto desejavam.

HIJACK 139 – Joachim Berg, Sondre Johre, Noroega, 2020, ani, 6’ | 18 de outubro, dom, 14h30

Era uma vez um homem que se sentia triste e em sofrimento, e para chamar a atenção, decide sequestrar uma avião!

Mas confiscar uma aeronave não é uma tarefa fácil, então decide beber uma cerveja. E outra. E mais algumas.
O que acontece a seguir poderá parecer inacreditável para si, mas não se engane; Esta história é bem verdadeira.

AUTOCOLANTE – Georgi M. Unkovski, Macedónia, 2019, fic, 18’ | 18 de outubro, dom, 14h30

Depois de uma tentativa mal sucedida de registar o carro, Dejan cai numa armadilha burocrática que testa a sua determinação em ser um pai responsável.

INVISÍVEL HERÓI – Cristèle Alves Meira, Portugal, 2018, fic, 28’| 18 de outubro, dom, 14h30

Duarte, um invisual nos seus 50 anos, anda à procura do seu amigo Leandro, um imigrante cabo-verdiano misteriosamente desaparecido. Nada demove Duarte de o procurar por toda a cidade – nem o calor nem a sua condição -, mas ninguém parece lembrar-se dele

É então que descobre a fotografia que Leandro fez de uma mulher à porta de uma discoteca. Talvez ela o possa ajudar.

4/dAAUoZR4fmSg85ZKrk8M70EOvQOg0yxF0W3HL4YjUm22rQ-pmEIxwYE