Mostra Curt’Arruda 2014


8 de agosto, 16h e 18h

A LUCIDEZ DO ABSURDO – Francisca Marvão e Tatiana Saavedra, Doc., exp., 20’, 8 Agosto, Sex., 18h

Uma troca de correspondência entre duas jovens portuguesas na tentativa de alcançarem alguma coisa, de forma a darem um certo sentido à existência. Pode-se dizer que é o início de uma busca pela verdade impossível de encontrar mas que, mesmo assim, vale a pena tentar fazê-lo.

FÚRIA – Sérgio Grilo, Fic., 23’, 8 Agosto, Sex., 16h

Depois de ter feito Guerra em Angola, António, reencontra a paz na humildade do trabalho agrícola no terreno de um ex-camarada de armas. Dedicado à filha, vítima de um acidente, António é assombrado pelo trauma de uma guerra que o tempo tenta fazer esquecer. Um grupo de jovens ataca a filha e desperta em António instintos que ele tentara adormecer! Os limites das regras de interação quebrados pela guerra voltam como um turbilhão ao seu quotidiano.

O ALÍVIO DOS APERTOS – Catarina Neves, Doc., 30’, 8 Agosto, Sex., 18h

“Ressuscitou, como disse! Aleluia! Aleluia! Aleluia!”. Assim se canta na Páscoa, na procissão das “Tochas Floridas”, uma tradição que, em São Brás de Alportel, Algarve, se mantém igual há mais de 70 anos e onde afonso faz questão de regressar todos os anos.

O CAMPO AQUI – Carla Mota, Doc., 12’, 8 Agosto, Sex., 18h

Num cenário urbano é ainda possível encontrar traços de um mundo rural ancestralmente ligado ao trabalho braçal e ao ritmo da terra.

SAFRA – David Cachopo, Doc., 26’, 8 Agosto, Sex., 16h

Uma vida de trabalho, experiência e histórias, sob o sol abrasador, num ambiente de serenidade e comunhão com a Natureza. O documentário “Safra” dá a conhecer as salinas tradicionais de Castro Marim, a sua importância, bem como o testemunho de quem nelas trabalha.

WALK IN THE FLESH – Filipe Afonso, Exp., 7’, 8 Agosto, Sex., 18h

Walk in the Flesh é um vídeo que se apropria das imagens originais de “Scanners”, de David Cronenberg. Estas imagens foram comprimidas e foram submetidas, juntamente com o som, a um tratamento robótico e repetitivo, dando-lhes uma nova leitura. Os caracteres que se arrastam e vagamente se deixam ser vistos no filme a vagar em uma luta para ganhar vida, a vida na carna, ao invés de uma existência digital e mental, que falha.

4/dAAUoZR4fmSg85ZKrk8M70EOvQOg0yxF0W3HL4YjUm22rQ-pmEIxwYE