Júri 2015


CARLOTA GONÇALVES

Tem o curso de cinema (realização) do Conservatório, CLCF, Paris, e é actualmente doutoranda em Ciências da Comunicação, Cinema, na UNL. É programadora de curtas-metragens, e coordena as LisbonTalks do Festival internacional de cinema independente IndieLisboa. É professora de História de Cinema, Estética e Escritas.

FILIPE LOPES

Filipe Lopes, licenciado em Investigação Social, foi subdirector e co-fundador da Revista de Cinema Primeiras Imagens, de 1998 a 1999 e de 2002 a 2003, altura em que a publicação cessou a tiragem. Colaborou em diversas publicações, como as revistas PREMIERE, CINEMA e UMBIGO. Foi júri em diversos festivais e apresentou vários ciclos e mostras de filmes, dos quais são de destacar o Ciclo “Cinema Cru”, dedicado ao género fantástico e de terror, organizado pela Universidade da Beira Interior em conjunto com o Cineclube local, o Ciclo dedicado a Stanley Kubrick organizado pelo Cineclube de Évora, no qual fez uma palestra tendo como tema “Kubrick, Um Olhar – a Técnica e a Forma” e conduziu, também em Évora, a masterclass do veterano realizador inglês Ken Russell. Participou, como comentador e crítico de cinema, em vários programas de rádio e TV e foi actor na curta-metragem, pertencente ao género fantástico, “Reborn”, de António Pascoalinho. Actualmente
(e desde o ano 2000) trabalha na Cinemateca Portuguesa – Museu do Cinema, mais precisamente no ANIM – Arquivo Nacional das Imagens em Movimento, é jornalista freelancer e colabora na revista de cinema online TAKE.

MANUEL TENTÚGAL

Manuel Tentúgal [Lisboa, 1956], teve formação em Pintura, em Música, licenciou-se em Arquitectura e fez pós-graduação em Arte Multimédia. A sua formação abrange ainda: animação musical, recolha etnomusi- cológica e construção de instrumentos musicais, formação de actores, pedagogia musical, canto gregoriano, direcção coral e análise musical.

Foi docente de Imagem e Comu- nicação Visual (Instituto Superior de Ciências Educativas, 1991-2001); exerceu funções técnico-pedagógicas na Equipa do Ensino Artístico Especializado; é professor de Artes Visuais e de Multimédia/Audiovisuais.

Tem repartido actividade por outros campos: animação cultural e musical; realização e produção de espectácu- los; rádio; recolhas e recuperação de instrumentos musicais; direcção e produção musical; pedagogia e ensino musical; participou e colaborou como músico; performances de som e animação em tempo real; e como monitor e orientador musical. Concebeu bandas sonoras para teatro e filmes. É sócio fundador da Casa da Animação, fazendo parte do seu Conselho Consultivo.

4/dAAUoZR4fmSg85ZKrk8M70EOvQOg0yxF0W3HL4YjUm22rQ-pmEIxwYE